Exemplar mercado interno gaulês

França tem sido ao longo dos anos um pequeno viveiro de maturação de grandes craques do futebol mundial, nomes como Ronaldinho, Michael Essien, Didier Drogba, Karim Benzema e outros que despontam no futebol gaulês e que depois dão o salto para outros palcos do futebol mundial são o exemplo disso mesmo, para além destes há ainda muitos outros que se escondem para lá dos grandes clubes, talentos muito interessantes, com pouco reconhecimento a nível mundial mas que pouco a pouco se revelam jogadores de grande qualidade. A qualidade da sua formação, uma prospecção internacional sobretudo no mercado jovem muito interessante e a aposta em jogadores que passam um pouco ao lado do resto da Europa tem trazido frutos, principalmente aos clubes franceses.

É bastante comum vermos os grandes emblemas franceses, Lyon, PSG, Marselha, Bordéus, a reforçarem a sua equipa com jogadores do seu campeonato, enquanto que nos outros países a lógica normalmente é contrária a esta politica, para termos uma ideia, no actual plantel do Lyon podemos encontrar, Hugo Lloris (ex- Nice), Mathieu Bodmer (ex-Lille), Kim Kallstrom (ex-Stade Rennais), Michel Bastos (ex-Lille), Miralem Pjanic (ex-Metz), Éderson (ex-Nice), Anthony Réveillère (ex-Stade Rennais), Jean II Makoun (ex-Lille), Bafétimi Gomis (ex-Sanit-Étienne) e Jérémy Toulalan (ex-Nantes), numa equipa sempre fortíssima e muito assediada pelos colossos do futebol europeu.

Nos dois grandes que têm andado arredados dos títulos, PSG e Marselha também há exemplos deste fenómeno, no PSG temos Sammy Traoré (ex-Nice), Stephane Sessegnon (ex-Le Mans), Guillaume Hoarau (ex-Le Havre) e Mevlut Edinç (ex- Sochaux), no Marselha figuram Rudy Riou (ex-Toulouse), Steve Mandanda (ex-Le Havre), Laurent Bonnart (ex-Le Mans), Benoit Cheyrou (ex-Auxerre), Charles Kaboré (ex-Libourne), Stéphane Mbia (ex-Rennes), Fabrice Abriel (ex-Lorient), Mathieu Valbuena (ex-Libourne), Mamadou Niang (ex-Strasbourg) e Bakary Koné (ex-Nice).

No actual campeão e líder nesta altura jogam, Cédric Carrasso (ex-Toulouse), Fabien Farnolle (ex-Libourne), Michael Ciani (ex-Lorient), Mathieu Chalme (ex-Lille), Ludovic Sané (ex-US Lormont), Alou Diarra (ex-Lyon), Yoan Gouffran (ex-Caen), Jussiê (ex-Lens) e David Bellion (ex-Nice).

Quatro equipas, muitos jogadores mas sobretudo reflexos duma aposta contínua no mercado interno, só assim podemos potenciar o nosso futebol, há que melhorar a base para termos mais qualidade no topo da pirâmide, temos de incentivar a formação, cultivar qualidade no percurso de desenvolvimento e depois estar atento aos casos que vão despontar, em França esta força não vai parar, para além da grande quantidade de jovens que sobem da formação para os grandes clubes, existem ainda mais exemplos de jogadores que militam em clubes inferiores mas que vão dar em breve o salto, vejam jogar equipas como os surpreendentes Montpellier e Valenciennes assim como Auxerre, Lille, Rennes, Toulouse e Saint-Étienne.

2 comentários:

Ricardo Costa, 20 disse...

Bom blog parabéns!

Nao deixem de apoiar a vossa selecção em

http://apoiaportugal.blogspot.com/

Alvaro Prestes disse...

dae cara blz
gostei do seu blog, queria sabe se vc
ta afim de faze uma parceria
http://contratacoespelomundo.blogspot.com/
ta ae meu blog
nele eu add todos os dias noticias sobre contratações no brasil e no mundo
abraço
eu jah add teu blog